• Categoria do post:Turismo

Oito sarcófagos de calcário contendo múmias que datam de milhares de anos foram descobertos em um local 25 milhas ao sul do Cairo, Egito.

Oito sarcófagos de calcário contendo múmias que datam de milhares de anos foram descobertos em um local 25 milhas ao sul do Cairo, Egito.

Segundo a Fox News, eles foram encontrados na mesma pirâmide do rei Amenhotep II, localizada em Dahshur, perto das Grandes Pirâmides de Gizé, a oeste da capital Cairo. O Ministério de Antiguidades do Egito anunciou que as múmias datam do período tardio (664-332 aC) e são cobertas por uma camada de material pintado conhecido como cartonagem, que consiste em camadas de linho coladas juntas.

O ministério acrescentou que o linho foi construído na forma de um ser humano, o que sugere a presença de restos mumificados em seu interior. O secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito, Dr. Mostafa Waziri, foi ao Facebook para explicar que três das múmias estão em condições particularmente boas. Ele disse que a missão começou seu trabalho de escavação em agosto e finalmente encontrou os enterros com oito sarcófagos de calcário com múmias dentro.
ANTERIORMENTE: DEZENAS DE MÚMIAS DE GATOS E SARCÓFAGOS PARA COBRAS DESCOBERTAS PERTO DO CAIRO
Desde então, o ministério confirmou que as múmias foram localizadas na necrópole real de Dahshur, que era o local de sepultamento de cortesãos e oficiais de alto escalão. Esta área abriga o que é considerado uma das primeiras pirâmides da história, incluindo a Pirâmide Torta de Sneferu e a Pirâmide Vermelha. O Egito continua a nos surpreender com novas revelações de sua rica história. Arqueólogos descobriram recentemente um enorme edifício que já fez parte da antiga capital do Egito. Uma impressionante estátua de esfinge também foi encontrada em um antigo templo no sul do Egito. Postado por ‎Ministério do Turismo e Antiguidades وزارة السياحة والآثار‎ na quarta-feira, 28 de novembro de 2018 Em um projeto separado no início deste mês, especialistas descobriram recentemente a múmia de uma mulher chamada Pouyou ou Pouya em um sarcófago em Luxor, no sul do Egito. Acredita-se que ela tenha vivido durante a 18ª dinastia. Durante a mesma escavação, outra tumba próxima revelou várias múmias em sarcófagos, de acordo com o site LiveScience. Um sarcófago exibia hieróglifos referindo-se à deusa Mut. Escavações arqueológicas também podem nos surpreender com descobertas incomuns – especialistas descobriram recentemente o queijo sólido mais antigo no túmulo de Ptahmes, prefeito da antiga cidade de Memphis.
LEIA A SEGUIR: 20 VISTAS INCRÍVEIS DO EGITO QUE TODO VIAJANTE PRECISA VER (QUE NÃO SÃO AS PIRÂMIDES)