• Categoria do post:Turismo

Ayodhya brilhou este mês, quando a cidade acendeu um recorde de 300.000 lâmpadas para o Diwali.

A cidade de Ayodhya, no norte da Índia, iluminou-se com uma incrível exibição de lanternas no início deste mês para o Diwali, quebrando um recorde mundial do Guinness no processo. Diwali é um festival importante na cultura indiana, conhecido como o Festival das Luzes. Hindus, sikhs e jainistas celebram o Diwali, que ocorre por volta de outubro/novembro – a cada ano a data exata pode mudar dependendo do calendário hindu.

O festival tem muitas conexões diferentes com essas religiões, no entanto, todos celebram o Diwali como uma época em que o bem triunfa sobre o mal e coincide com o Ano Novo hindu. Um dos aspectos mais importantes da celebração é a própria luz, com celebrantes usando cordas de luzes, lanternas e fogos de artifício como parte da celebração – e este ano, tantas lanternas foram acesas em Ayodhya que estabeleceu um novo recorde mundial.

A cidade acendeu 300.150 lâmpadas de barro (diyas) ao longo do rio Saryu, mantendo-as acesas por pelo menos 45 minutos para bater o recorde de número de lâmpadas exibidas ao mesmo tempo. (O recorde anterior era de 150.009.) A tentativa de recorde foi feita com a ajuda de 5.000 voluntários para acender as lâmpadas e derramar óleo para mantê-las acesas, e as autoridades ficaram de olho no grande espetáculo usando drones. O recorde foi confirmado com uma placa entregue ao Yogi Adityanath, ministro-chefe do estado de Uttar Pradesh.

Esta não é a primeira vez que a cidade tenta quebrar esse recorde específico. No ano passado, Ayodhya tentou quebrar o recorde, mas seus esforços foram frustrados por fortes ventos que derrubaram as lâmpadas. No entanto, a cidade aprendeu com essa tentativa fracassada e este ano instalou telas para proteger as lâmpadas em áreas com muito vento.

Embora o Diwali seja um festival importante e o espetáculo das luzes por toda a Índia seja impressionante, há uma preocupação crescente com o impacto ambiental de exibições como esta. As grandes cidades da Índia são conhecidas por terem problemas com a poluição do ar, e a fumaça de centenas de milhares de lanternas (e muitos fogos de artifício) pode agravar seriamente esse problema nesta época do ano. Embora essas luzes comemorativas certamente não sejam a causa do problema da poluição, elas também não estão ajudando. No entanto, esta ainda é uma celebração comovente – e foi incrível ver as lanternas refletidas no rio, piscando na noite.

Seguinte: 20 razões pelas quais até os viajantes céticos vão querer voltar para a Índia

Fonte: New York Post, The Star